OUÇAS... COM O CORAÇÃO

domingo, 26 de setembro de 2010

Ouço-te oh Céus!

Oh! Céus...

Dizei-me nesta hora
Dizei-me assim agora
Dizei-me, apenas dizei-me.

Sofro cá com esta demora
Sofro cá não suporto a hora
Sofro cá, apenas sofro.

Feliz estarei quando acabares
Feliz estarei quando falares
Feliz estarei, quando acordar.

Sim, pois é um sonho apenas
E a esperança, esta, se tornou pequena
E chegou o momento de tudo acabar.

Dizei-me então, oh! Céus, e agora
Dizei-me, dizei-me sim, e sem demora

Estou pronto aqui para te ouvir!

2 comentários:

Rafael de Sá Guimarães disse...

Belo poema.

Carval disse...

Fico feliz que tenha gostado!
Sinta-se a vontade dentro na minha humilde "Toca do Pensar". Abraços